Sobre

Compartilhe

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) lançou no dia 22 de maio de 2015, na semana internacional de luta contra a homofobia, o site especial Despatologização das Identidades Trans, projeto integrante de campanha, iniciativa da Comissão de Direitos Humanos do CFP,  contra a patologização das transexualidades.

O site conta com:

– Vídeos;

– links para legislação relacionada (nacional e internacional);

– área especial com indicações de blogs/sites de trans que contam suas experiências de vida e transformações;

– entidades, associações, empresas, fundações amigas da questão da despatologização das identidades trans;

– links relacionados e

– além de área destinada a exemplos de atuação alternativa de psicólogos e psicólogas nos ambulatórios e equipes do SUS.

Como o tema é inesgotável, a página estará em constante construção. Você pode encaminhar as suas sugestões de arquivos, textos, experiência, legislação e outros temas para o e-mail cfpdespato@cfp.org.br.  Vamos trabalhar juntos pela despatologização!

Sobre  a campanha Despatologização das Identidades Trans

Em novembro de 2014, o CFP iniciou campanha de comunicação em apoio à luta pela despatologização das Identidades Trans e Travestis, ação em que profissionais da psicologia, pesquisadores e pesquisadoras, ativistas, pessoas transexuais e travestis são convidados (as) a debater o fazer psicológico no processo de transexualização, à luz dos Direitos Humanos, além do panorama dos debates políticos em torno da luta no Brasil e no mundo.

Além de debates e do site, o CFP realiza série de vídeos sobre o tema da Despatologização das Identidades Trans e Travestis.

Veja links relacionados: 

19 de junho – Lançamento “A despatologização das transexualidades e travestilidades pelo olhar da Psicologia – Parte I”

22 de maio – Debate sobre a luta contra todas as formas de sofrimento relacionado à orientação sexual e identidade de gênero
Com Carlos Magno Fonseca (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT), Luciano Palhano (Instituto Brasileiro De Transmasculinidade – Ibrat), Andreia Lais Cantelli (Articulação Nacional das Travestis, Transexuais e Transgêneros do Brasil – ANTRA/PR) e Rebeca Bussinger, psicóloga e integrante da Comissão de Direitos Humanos do CFP.

22 de maio – Lançamento site Despatologização

02 de dezembro – Debate Despatologização das Identidades Transexuais e Travestis
Com a participação de Leonardo Tenório, ativista trans, Paula Sandrine Machado, psicóloga e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Lúcio Flávio Gonzaga, representante do Conselho Federal de Medicina. O debate foi mediado por Marco Aurélio Prado, psicólogo integrante da Comissão de Direitos Humanos do CFP e professor da Universidade Federal de Minas Gerais.

02 de dezembro – Lançamento da campanha Despatologização das Identidades Trans

Lançamento da campanha

Acesse os vídeos da campanha no Youtube